Caso não consiga ver as imagens deste e-mail, clique aqui.

Olá parceiro desenvolvedor,

Hoje veremos como é fácil desenvolver e trabalhar com a DarumaFramework.SO no Linux.

Clique aqui para baixar o pacote com driver DarumaFramework.SO em nosso site

Baixe também o exemplo em QT para utilizarmos como teste:

Clique aqui para download do Exemplo em QT (32BITS)

ou

Clique aqui para download do exemplo em QT (64BITS)

Extraia o conteúdo das pastas e em sua área de trabalho crie um diretório chamado, por exemplo: Teste_Daruma e cole o conteúdo das pastas baixadas.
Por questões de segurança no Linux necessitamos dar permissão total à pasta de testes criada anteriormente, para isto abra o Terminal de sua maquina e logue-se como administrador.
 

Para dar permissão para escrita e leitura da pasta digite:
 cd /Desktop <ENTER>

Em seguida: chmod 777 Teste_Daruma  <ENTER>
Agora para verificarmos se a permissão realmente foi dada, digite o comando: ls –l <ENTER>


Importante!
Certifique-se que o diretório Teste_Daruma está com a marcação em verde conforme a imagem acima.

É necessário verificarmos se não existem versões antigas da DarumaFramework.SO no diretório definitivo, para isto acesse pelo comando: cd /usr/local/share <ENTER>
Em seguida digite o comando ls –l <ENTER>
Ao digitar o comando serão exibidas as pastas existentes, confira se não existe uma pasta chamada DarumaFramework

Caso não exista digite: mkdir DarumaFramework <ENTER> 
E agora envie o comando: ls <ENTER>

Será exibido que existe um diretório, agora este diretório necessita de permissão de leitura e escrita para operações gerais no mesmo.

O comando para dar permissão total a pasta é o: chmod 777 DarumaFramework <ENTER>
Envie novamente o comando: ls <ENTER>

Observe que com o comando ls após criado o diretório o mesmo ainda não está com a marcação de pasta com permissão total e logo mais abaixo após o envio do comando chmod 777 já consta.
Nesta pasta será armazenado o arquivo de configuração chamado DarumaFramework.conf.
O próximo passo é copiar a libDarumaFramework.SO do diretório de testes para o diretório /usr/local/lib, para isto acesse a pasta Teste_Daruma localizada em sua área de trabalho.
Com o console apontando para dentro da pasta copie o arquivo com o comando:

cp libDarumaFramework.so /usr/local/lib/  <ENTER>  

Neste momento será copiada a libDarumaFramework.so para a pasta /usr/local/lib, para verificar acesse a pasta e solicite a listagem de arquivos do diretório com o comando ls –l <ENTER>.

Observe que o arquivo foi copiado para pasta.
Agora dê permissão total à libDarumaFramework.so com o comando: chmod 777 libDarumaFramework.so <ENTER>  

Agora que a libDarumaFramework.SO está em sua devida pasta, veremos como comunicar a impressora fiscal com o exemplo multiplataforma em QT.

Verificando a configuração das portas de comunicação

Antes de qualquer coisa é necessário verificar a configuração da porta a ser trabalhada, para isto em seu console digite o comando:  stty –a < /dev/ttyS0 <ENTER>
Acima foi demonstrada a utilização do comando utilizando o exemplo da porta ttyS0, certifique-se da porta que está sendo utilizada antes de seguir com os outros procedimentos.
Após o envio do comando serão exibidas todas as configurações da porta, verifique se a velocidade exibida está conforme a de sua impressora fiscal, no caso de dúvidas sobre este procedimento consulte o APÊNDICE A no final deste.   

Caso a velocidade esteja diferente a da configurada em seu equipamento, configure-a com o comando:
stty –F /dev/ttyS0 speed 9600 <ENTER>
No exemplo acima é demonstrada a alteração da velocidade atual para a velocidade 9600 representada pela cor vermelha, agora que as configurações da porta estão devidamente corretas é necessário darmos permissão total de acesso a esta porta e para isto utilizaremos o comando chmod 777 /dev/ttyS0 <ENTER>

Teste com o exemplo em QT

Acesse a pasta do exemplo multiplataforma QT em seu diretório de testes através do console, em seguida acesse a pasta DarumaFramework_Qt_Linux.
Dentro desta pasta encontraremos o executável DarumaFramework_Qt e para executá-lo digite o comando:
./DarumaFramework_Qt <ENTER>

No mesmo momento será executado o exemplo em QT

Clique no menu Impressora FISCAL, em seguida será aberto o menu principal do produto Impressora Fiscal e exibida a mensagem que a ECF foi encontrada.
Se a mensagem acima foi exibida parabéns agora é só testar o exemplo! Caso contrário, será exibida a mensagem que a impressora não foi encontrada; não se assuste, isto pode ser devido a alguma configuração no DarumaFramework.xml.
 Para configurarmos a velocidade e a porta no XML existem duas maneiras!
A primeira é através do método eBuscaPortaVelocidade_ECF_Daruma que se encontra no menu
Retornos e Status do ECF > Métodos para Retornos e Status > Métodos Especiais.

Caso o equipamento esteja ligado e em modo de operação será exibida a mensagem que o ECF foi encontrado.

A segunda maneira é configurando manualmente o DarumaFramework.XML e para fazer isto através do console acesse o diretório da lib através do comando  cd /usr/local/lib <ENTER>
Se enviarmos o comando ls –l <ENTER> observaremos que o DarumaFramework.XML foi criado; a DarumamaFramework.DLL cria-o automaticamente. Agora necessitamos editá-lo para a devida configuração manual das chaves.

Para editar o arquivo utilizaremos o programa MC EDIT, digite o comando conforme abaixo para a edição do mesmo.

mcedit DarumaFramework.xml <ENTER>

Será aberta a tela do editor conforme abaixo

Configure a chave <Produto> para ECF conforme mostrado na primeira marcação, em seguida mais abaixo em seu arquivo você encontrará as chaves do grupo ECF conforme marcado em azul.
Localize a sub chave <PortaSerial> e configure-a em nosso caso como está na ttys0 isto representa que ela está na COM1 e assim por diante. Mais abaixo localize a chave <Velocidade>, nesta chave insira a velocidade conforme está configurada nas definições da porta e no dispositivo para que ambas estejam equalizadas.

Salve o arquivo no editor e retorne ao console.
Pronto, agora é só executar o exemplo novamente!

Apêndice A

Configurando a velocidade da Impressora

Para configurar a velocidade na impressora, não é necessário intervenção técnica e nenhum programa específico, esta configuração pode ser feita pelo próprio painel da impressora.

Siga atentamente os seguintes passos

  • Desligar o ECF
  • Ligar o ECF pressionando a tecla "AVANÇO" localizada em seu painel

  • 5 toques na tecla “SELEÇÃO” localizada no painel do ECF
  • 1 Toque na Tecla "CONFIRMA" localizada no painel do ECF

    Será impresso o seguinte menu:


    Após "SELECIONAR" a velocidade desejada pressione uma vez a tecla "CONFIRMA". 
    Será impressa a mensagem: "Porta Serial do Usuário à: <velocidade_escolhida>" 
    Exemplo: Porta Serial do Usuário à: 115200
Assista também  ao vídeo:  Instalando a Lib DarumaFramework no Linux

Um abraço, e até a próxima!
E-mails:
daruma.desenvolvedores@daruma.com.br
ddc.suporte@daruma.com.br

suporte.ddc@daruma.com.br
desenvolvedores.suporte@daruma.com.br
suporte.desenvolvedores@daruma.com.br
desenvolvedores.daruma@daruma.com.br
suporte@daruma.com.br
suporte.alexandre@daruma.com.br
claudenir@daruma.com.br
Skypes:
daruma.desenvolvedores
ddc_suporte_daruma
suporte_ddc_daruma
desenvolvedores_suporte_daruma
suporte_desenvolvedores_daruma
desenvolvedores_daruma
suporte_daruma
suporte_alexandre_daruma
claudenir_andrade
 
Twitter facebook Linkedln Youtube Google+