Caso não consiga ver as imagens deste e-mail, clique aqui.

Olá Escovadores de Bits,
O escovando de hoje tem o objetivo de mostrar aos parceiros, especialmente aos do Rio de Janeiro, como gerar arquivos MFD assinados para enviar pra SEFAZ – Secretaria da Fazenda.
Vocês sabiam que cada cliente seu precisa entregar mensalmente um arquivo MFD assinado? Sabiam que o GAD foi feito exclusivamente para geração de arquivos e que o eECFc foi feito para o FISCO? Sabiam que existe diferença entre a assinatura do GAD e do eECFc?

Essas questões são frequentes para seus clientes?  Suporte ? Ou então no desenvolvimento? Fique tranquilo, pois todas elas serão respondidas ao longo deste escovando, acompanhem parceiros!

Geração de Arquivos com GAD
  • GAD é o Gerador de Arquivos Daruma, uma ferramenta desenvolvida exclusivamente para te ajudar na geração de arquivos. Nós indicamos que a geração de arquivos no Rio de Janeiro, especialmente, seja feita com o GAD. O motivo está claro, a geração é rápida e você terá todo o suporte com esta ferramenta.
  • Clique aqui e faça download do GAD.
  • Extraia o pacote, abra a pasta criada e rode o “GAD.exe”.
  • Para quem não conhece, essa é a tela inicial do GAD.
  • O primeiro passo é selecionar o tipo de arquivo que vamos gerar.
  • Em “Relatórios”, selecione “Memória Fital Detalhe(MFD)”.
  • Agora selecione o intervalo de datas
  • Agora vamos selecionar o diretório para salvar os arquivos gerados.
  • O próximo passo é ticar a opção “Assinar digitalmente os relatórios”.
  • Uma janela será aberta, neste momento, você deve selecionar seu arquivo .key, ou seja, o arquivo .key da software house. O responsável por gerar este arquivo é a software house, caso você não tenha o .key, peça para seu desenvolvedor assistir ao vídeo abaixo explicando passo a passo como gerá-lo. Importante: O arquivo .key é uma identificação única da software house.
  • O último passo é clicar no botão “Gerar Relatórios” para que a geração comece.
  • Após alguns segundos a geração será concluída. -Clique na frase “Abrir diretório de geração dos arquivos”.
  • Uma janela será aberta, abra a sequência de pastas e também o arquivo “ATO_MFD_DATA.TXT”.
  • Notem que na ultima há o EAD. Isso significa que nosso arquivo está assinado
  • Pois bem escovadores de bits, seguindo os passos acima nós estamos prontos para entregar o arquivo MFD para a SEFAZ do Rio de Janeiro. Não foi difícil né?!
Geração de Arquivos com pelo eECFc
  • Diferente do GAD, o eECFc é uma ferramenta de geração criada, exclusivamente, para o FISCO. Isso mesmo, os fabricantes de impressoras fiscais participaram de uma reunião com o FISCO e foi pedido uma solução única para geração de arquivos. Cada fabricante ficou responsável por entregar uma parte do projeto e a união deste projeto gerou o eECFc. Visto que o eECFc foi criado exclusivamente para o FISCO extrair dados das impressoras fiscais de forma única, nós não indicamos o uso dele e sim do GAD.
  • Vamos fazer, de toda maneira, uma geração de arquivo MFD usando o eECFc.
  • Clique aqui e faça o download do eECFc.
  • Extraia o pacote, abra a pasta e execute o “eECFc.exe”.
  • A janela do eECFc foi aberta.
  • O primeiro passo é selecionar o “Fabricante”, “Modelo” e a “Porta” na sessão “Configurações”.
  • Selecione a opção “MFD – Leit. Dados da Memória Fita-Detalhe”.
  • Agora clique no botão “Gerar Arquivos Binários”.
  • Ao clicar no botão “Gerar Arquivos Binários”, uma nova janela será aberta.
  • Coloque o intervalo para a geração do arquivo MFD e clique em “OK”.
  • A geração será iniciada e após alguns segundos, concluída.
  • A geração dos binários foi concluída, agora vamos gerar o arquivo .txt.
  • Clique no botão “Gerar Arquivo Texto”.
  • Uma janela será aberta, selecione o arquivo .mfd que está dentro do diretório “...\eECFc\Daruma\Arquivos Binários\arquivo.mfd”
  • Após selecionar o arquivo, a geração do arquivo mfd irá iniciar.
  • Como nós já geramos os arquivos binários, o processo será quase que instantâneo.
  • O arquivo MFD foi gerado na pasta “...\eECFc\Daruma\Arquivos TXT Formatados\ArquivoMFD.txt”
  • Agora vamos abrir o arquivo mfd com algum editor de textos.
  • Notem que na ultima há o EAD. Isso significa que nosso arquivo está assinado.
  • Uéh! Mas como esse arquivo foi assinado se não selecionamos nenhum arquivo .key?? Simples! Lembram que os fabricantes se uniram para criar o eECFc? Pois bem, a assinatura que contém neste arquivo é a assinatura do fabricante, neste caso, Daruma.
Codificando com a DarumaFramework

Delphi

//Declarações

function rGerarRelatorio_ECF_Daruma(szRelatorio:string; szTipo:string; szInicial:string; szFinal:string): Integer; StdCall; External 'DarumaFramework.dll';

//Chamada de Métodos

iRetorno := rGerarRelatorio_ECF_Daruma(‘MFD+[EAD]C:\arquivo.key’, ‘DATAM’, ‘01122013’, ‘31122013’);

C#

//Declarações

DllImport("DarumaFrameWork.dll")] public static extern int rGerarRelatorio_ECF_Daruma(string pszRelatorio, string pszTipo, string pszInicial, string pszFinal);

//Chamada de Métodos

iRetorno = rGerarRelatorio_ECF_Daruma(“MFD+[EAD]C:\\arquivo.key’”, ”DATAM”, “01092013”, “30082013”);

Visual Basic 6

//Declarações

Public Declare Function rGerarRelatorio_ECF_Daruma Lib "DarumaFrameWork.dll" (ByVal pszRelatorio As String, ByVal pszTipo As String, ByVal pszInicial As String, ByVal pszFinal As String) As Integer

//Chamada de Métodos

iRetorno = rGerarRelatorio_ECF_Daruma(“MFD+[EAD]C:\arquivo.key”, ”DATAM”, “01122013”, “31122013”)

VB.Net

//Declarações

<DllImport("DarumaFrameWork.dll")> _ Public Shared Function rGerarRelatorio_ECF_Daruma(ByVal pszRelatorio As String, ByVal pszTipo As String, ByVal pszInicial As String, ByVal pszFinal As String) As Integer End Function

//Chamada de Métodos

iRetorno = rGerarRelatorio_ECF_Daruma(“MFD+[EAD]C:\arquivo.key”, ”DATAM”, “01122013”, “31122013”)

Java

//Importações

import br.com.daruma.jna.ECF;

//Chamada de Métodos

iRetorno = ECF.rGerarRelatorio(“MFD+[EAD]C:\\arquivo.key”, ”DATAM”, “01122013”, “31122013”);

PHP

//Declarações

function rGerarRelatorio_ECF_Daruma($relatorio, $tipo, $inicial, $final){};

//Chamada de Métodos

$iRetorno = rGerarRelatorio_ECF_Daruma(“MFD+[EAD]C:\arquivo.key”, ”DATAM”, “01122013”, “31122013”);

Escovadores de Bits, o que tínhamos para mostrar era isso. Esperamos que este material ajude vocês com a geração de arquivos. Não deixem de assistir nosso vídeo falando sobre GAD e eECFc, é bem curto, vale a pena.

Se tiver alguma dúvida e/ou dificuldade, entre em contato com a nossa equipe de suporte ao desenvolvedor.

E-mails:
daruma.desenvolvedores@daruma.com.br
ddc.suporte@daruma.com.br

suporte.ddc@daruma.com.br
desenvolvedores.suporte@daruma.com.br
suporte.desenvolvedores@daruma.com.br
desenvolvedores.daruma@daruma.com.br
suporte@daruma.com.br
suporte.alexandre@daruma.com.br
claudenir@daruma.com.br
Skypes:
daruma.desenvolvedores
ddc_suporte_daruma
suporte_ddc_daruma
desenvolvedores_suporte_daruma
suporte_desenvolvedores_daruma
desenvolvedores_daruma
suporte_daruma
suporte_alexandre_daruma
claudenir_andrade
Desenvolvedores Daruma Twitter facebook Linkedln Youtube Google+